Insights e Notícias

FYI Shopify, Instacart, Neiman Marcus & ALDO, TikTok & Instagram, NETFLIX & Crocs e e-commerce

By Maio 10, 2020 No Comments

O que vem a seguir no comércio eletrônico, no varejo, no digital? Os novos hábitos permanecerão quando a vida voltar ao normal e o que isso pode significar para o e-commerce? Não dá pra adivinhar, mas certamente podemos acompanhar um pouco de tudo que tem acontecido no mercado.

É por isso que surgiu a FYI (for your information), um overview das notícias sobre consumo, e-commerce, digital, comportamento e é claro, varejo. Informações que podem fazer a diferença na forma como tomamos as decisões, além de ajudar a acelerar a mudança do mindset das empresas.

Neste momento, mais do que nunca, é hora de todos os segmentos de negócio entenderem que o digital não é algo passageiro e entender como novos e antigos negócios estão remodelando o mundo. As novas formas de relacionamento, as mudanças de comportamento, as compras pela internet e o alcance do digital estão a 1 clique de todos nós.

Essa é a 1ª de muitas Notícias e Insights que eu pretendo compartilhar por aqui.

»»» Nestes últimos meses, devido à Pandemia, as empresas se viram em uma situação que jamais poderiam imaginar. Lojas físicas fechadas. O segmento de Moda e Acessórios despencou, o de Comida e Alimentos explodiu. Eventos e shows (relação mais humana e um dos maiores prazeres do ser humano) suspensos sem data para voltar. Lojas online de Beleza batem recorde de vendas. Serviços de entrega não conseguem dar conta das entregas. A vida de todos nós virou de cabeça para baixo, do dia pra noite.

E-COMMERCE

A plataforma de e-commerce Shopify passou a ser empresa mais valiosa do Canadá. A criação de novas lojas aumentou 62% entre 13 de março e 24 de abril, em comparação com as seis semanas anteriores. O período de testes gratuitos para contas básicas era de 30 dias e devido à pandemia, passou a ser de 90 dias.

 

SUPERMERCADO ONLINE

Instacart, a startup que revolucionou a forma de comprar nos EUA, anunciou que precisaria adicionar 300 MIL shoppers. Grandes redes de supermercados e materiais esportivos não estão dando conta da demanda, que ultrapassou níveis mais altos que uma Black Friday. Em Portugal, as entregas dos supermercados chegaram a ultrapassar 1 mês de espera. No Brasil, o prazo de entrega também foi o grande desafio das marcas de supermercado que operam online.

Alguns supermercados, como Sainsbury’s e Ocado, deixaram de aceitar novos clientes online no início de março. Nos EUA, o Walmart anunciou a contratação de 200.000 trabalhadores adicionais, enquanto a Tesco no Reino Unido contratou outros 45.000. Segundo o Adobe Analytics, o número de pedidos feitos no e-commerce e retirados em lojas físicas cresceu 208% em comparação com um ano atrás nos EUA.

 

Em Portugal, a varejista Decathlon, gigante francesa do mundo dos artigos esportivos, suspendeu a opção de entrega em casa através do e-commerce. O cliente pode até comprar na loja online, mas é obrigado a ir até a loja (que tenha o estoque disponível) para buscar a sua compra.

 

TIKTOK

A rede social TikTok ultrapassou 2 bilhões de downloads (somente no 1º trimestre de 2020 foram aproximadamente 315 milhões de downloads). A rede era muito utilizada pelas crianças e pré-adolescentes mas diante do isolamento, atraiu muitos novos usuários. As marcas ainda atuam bem devagar mas todos os influenciadores já possuem perfil por lá, dos novinhos aos adultos.

 

INSTAGRAM

As lives no Instagram tiveram um aumento de 70% comparado ao mês anterior. Nova funcionalidade de doações do Instagram é lançada pela ferramenta no meio da pandemia.

 

NOVOS E-CONSUMIDORES NO BRASIL

Crescimento de consumidores que realizaram a 1ª compra no e-commerce saltou para 32% contra 17% no ano anterior, de acordo com estudo divulgado recentemente pela Nielsen.

 

CONSUMO

Embora a maioria das vendas de calçados tenha caído no primeiro trimestre, a Crocs teve um aumento de 27% nas vendas no atacado e um salto de 14% nas vendas de comércio eletrônico.

 

A IKEA DO ACESSÓRIO

Uma bolsa foi criada pelo estúdio Nendo para ser vendida na plataforma de comércio eletrônico Up To You AnthologyA bolsa pode ser comprada online e possui uma variedade de formas, tamanhos e materiais. Assim como os móveis da Ikea, o cliente recebe em casa e precisa montá-la.

 

COMPORTAMENTO #NETFLIX

A Netflix adicionou um recorde de 15,77 milhões de assinantes globais no primeiro trimestre. O serviço de streaming, que previa apenas 7 milhões de novos assinantes antes da pandemia atingir a força total, agora possui 183 milhões de assinantes!

VAREJO

As lojas começaram a reabrir em alguns países, mas sabemos que nada será como antes. As marcas que ofereciam uma experiência diferenciada no varejo, precisam ir além e oferecer segurança para seus clientes e seus colaboradores antes de qualquer outro benefício. Warby Parker, por exemplo, abrirá alguns locais apenas com hora marcada. É hora de redesenhar o formato lojas e imaginar uma experiência de compra mais simplificada e eficiente possível, o ideal é que os clientes possam escolher rapidamente um item encomendado on-line, devolver um produto ou obter assistência.

 

As últimas semanas foram agitadas para o varejo: J.C.Penney, J.Crew, Neiman Marcus, ALDO Shoes pediram falência.
“De acordo com Marcas de luxo como a Neiman demoraram a aceitar a idéia do comércio eletrônico, acreditando que a experiência pessoal é crucial para vendas com ticket médio alto.”

 

DESFILE VIRTUAL

Ter o convite para ir ao desfile das grifes era o sonho de qualquer pessoa que trabalha no mundo da moda. Com o isolamento social, muitas grifes decidiram manter os lançamentos e investiram nos desfiles virtuais. 

Carine Roitfeld, ex-editora da Vogue Francesa e seu filho, Vladimir Restoin Roitfeld, presidente e diretor executivo da CR Fashion Book Ltd., realizaram uma edição virtual do CR Runway, para arrecadar dinheiro para o Fundo amfAR de Combate ao Covid-19.

INICIATIVAS DO BEM

Junto com as notícias de mercado, não podemos deixar de compartilhar algumas iniciativas voluntárias que surgiram por causa da Pandemia. Uma dessas iniciativas foi criada por nós junto com um time incrível de profissionais do marketing e e-commerce, em Portugal! A Quero Ajudar foi criada em apenas 2 dias, em meados de março, início do isolamento social voluntário aqui em Portugal. Foram quase 2800 voluntários espalhados por Portugal, centenas de pedidos de ajuda solucionados e muito amor e solidariedade.

Leave a Reply